A cor do dinheiro!

Ultimamente tenho andado a ler um livro chamado ” Pai rico, pai pobre “. Explica duma forma extremamente simples, porque é que algumas pessoas ganham muito dinheiro e outras, que por sinal são a maioria, não passam daquilo que o escritor do livro, Robert Kiyosaki, caracteriza de ” Corrida de Ratos “. Conhecem aquela roda onde os ratos se encontram a correr dentro da ratoeira, parecendo que estão a fazer ginásio numa passadeira? A corrida de ratos é inteligentemente relacionada com as vidas financeiras de quase todos nós. Isto é, corremos, corremos, corremos, mas ficamos sempre no mesmo sítio. Não conseguimos criar poupanças, não sabemos investir, e por isso continuamos eternamente com a corda no pescoço.

Porque é que vos falo deste livro? Tenho lido alguns artigos e visto alguns talks das conferências TEDx no youtube sobre o tema da educação, e quase todos os especialistas falam da questão da educação financeira nas escolas. Porque é que as crianças não hão-de saber melhores formas de gerir o dinheiro, de perceberem como o dinheiro funciona? Certamente é muito mais fácil uma criança de 5 ou 6 anos de idade entender todos esses processos difíceis, contabilísticos, financeiros, etc…do que um adulto. Principalmente se lhe for ensinado sob a forma de pequenos jogos. As crianças não têm tantos preconceitos como os adultos e certamente, caso o ensino caminhe para aí, essas mesmas crianças saberão dominar muito melhor a ferramenta ” finanças ” do que um adulto. Isto porque os jovens adultos, depois de serem formatados nas universidade, são lançados para dentro da arena profissional, sem saberem como devem abrir uma conta bancária,  a que produtos devem aderir, quando lhe apresentam cartões de crédito e outras ” benesses “.

Agora em adultos, resta-nos procurar cursos, workshops, literatura que nos possa mostrar o caminho menos doloroso para podermos ter alguma estabilidade nas nossas contas. O livro ” O meu primeiro Milhão ” do Pedro Queiroga Carrilho é muito interessante. Duma forma extremamente clara, ele explica alguns dos conceitos que o Kiyosaki nos ensina. A diferença entre activos e passivos, bem como algumas estratégias para analisar o mercado no intuito de investir alguma parte do nosso dinheiro com o fim de duplicar os rendimentos e conseguirmos passar a ser financeiramente independentes.

Esta conversa pode parecer muito materialista. Mas a realidade é que a maioria de nós não sabe trabalhar com o dinheiro. E é esse mesmo dinheiro que nos proporciona, na maioria das vezes, aquelas coisas de que mais gostamos. Como diria um grande filosofo de negócios chamado Jim Rohn: ” Não é o amor ao dinheiro que é importante, mas aquilo que o dinheiro te proporciona fazer no decorrer da tua vida! “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s