Ultra Trail dos Pirinéus

Foi nos Pirinéus que Kilian Jornet cresceu, subindo e descendo aqueles picos imensos.

Curiosamente, foi nos Pirinéus que Fernanda Maciel encontrou o seu lugar, do Brasil directo às montanhas de Espanha, onde vive e treina.

” Na Ultra Pirinéus consideramos que este agrupamento de energia humana não deve ser desaproveitado e por isso criámos o espaço ” Run For Science “, que pretende ser um ponto de encontro de universidades, empresas e centros de investigação em medicina desportiva de prestígio, com voluntários em projectos de investigação em medicina desportiva, psicologia, medicina do sono, nutrição ou qualquer outro campo da ciência que possa interessar a este grupo de atletas que se submete a condições extremas na Ultra dos Pirinéus.”

 

 

 

Ultra Trail Pirineu

Foi nos Pirinéus que Kilian Jornet cresceu, subindo e descendo aqueles picos imensos.

Curiosamente, foi nos Pirinéus que Fernanda Maciel encontrou o seu lugar, do Brasil directo às montanhas de Espanha, onde vive e treina.

” Na Ultra Pirinéus consideramos que este agrupamento de energia humana não deve ser desaproveitado e por isso criámos o espaço ” Run For Science “, que pretende ser um ponto de encontro de universidades, empresas e centros de investigação em medicina desportiva de prestígio, com voluntários em projectos de investigação em medicina desportiva, psicologia, medicina do sono, nutrição ou qualquer outro campo da ciência que possa interessar a este grupo de atletas que se submete a condições extremas na Ultra dos Pirinéus.”

 

 

You’ll Die If You Keep Running So Much/ Não corra tanto que isso te mata

runner-corn-field_h

“Fast running is as deadly as sitting on the couch”

” A corrida rápida é tão mortal como ficar sentado(a) no sofá “

” You’ll Die If You Keep Running So Much!”

“Você pode morrer se continuar correndo tanto!”

 

Please, read this very good article about miss undestandings and bad conclusions.

Por favor, lê esse artigo que fala sobre maus entendidos e péssimas conclusões.

 

Ottawa Citizen: Excessive running could kill you: study

Bloomberg.com: Your Hardcore Run May Be as Dangerous as Sitting Around Doing Nothing

The Sunday Morning Herald: Working out too much as bad as no exercise at all, study says

And, saving the best for last:

The Telegraph: Fast running is as deadly as sitting on couch, scientists find

 

” Por isso, continue a correr ultras se é isso que o(a) faz feliz. E se está preocupado que no futuro surjam mais estudos meticulosos que provem que aquelas últimas milhas acelerem o apagar das velas do vosso velório, reflictam sobre as sábias palavras do poeta alemão Erich Kastner, que um dia escreveu: ” Leben ist immer Lebensgefahrlich – a vida é sempre uma constante ameaça. ”

“So keep running ultras if that’s what makes you happy. And if you’re worried that a future, more meticulous study might one day make a stronger case that those excess miles are burning your candle at both ends, bear in mind the words of German poet and novelist Erich Kästner, who once wrote: “Leben ist immer Lebensgefährlich.” Life is always life-threatening.”

Your Brain on Pain: The Nolan’s 14 Route / O teu cérebro em sofrimento: A rota de Nolan 14

Nolan’s 14 is a run over the 14 summits over 14,000 ft. in Colorado’s Sawatch Range, from Mt. Massive to Mt. Shavano in either direction. You can choose your own route between summits, but the most practical routes have been estimated to be 88 to 106 miles with 44,000 ft. of climb. Cutoff is 60 hours to the last summit.

Nolan 14 é uma corrida de montanha que passa por 14 picos acima dos 14.ooo ft. em Sawatch, Colorado. Atravessam o monte Massive e Shavano. Podes escolher o teu percurso entre estes vários picos, mas os trilhos mais utilizados perfazem distâncias entre 88 e 106 milhas com 44.000 ft. de acumulado.

 

matt-hart-nolans-14-route_h

 Real the entire article below / Lê o artigo completo clicando em baixo

 

http://www.outsideonline.com/fitness/bodywork/in-stride/The-Nolans-14ers.html 

 

 

 

 

O Carlos, a Carla e a neve de Minnesota/ Carlos, Carla and Minnesota snow

 images_4

    A neve do Minnesota não deve ser coisa fácil, não. São 135 milhas, 217km com temperaturas abaixo dos 30 graus negativos. Um desafio que apenas 66 atletas se propuseram fazer em 2015, mas que apenas 44 terminaram. Isto diz tudo duma prova incrivelmente exigente.

Minnesota snow is not an easy thing to run through. 135 miles, 217 kms with temperatures 30 degrees below . Only 66 ultra athletes faced the challenge in 2015 but just 44 were finishers. This tells everything about the incredible difficulty of the race.

O português Carlos Sá está a preparar um mega desafio. Na 2ª quinzena de Maio, este colossal atleta propõem-se atravessar a Gronelândia em 10 a 12 dias, num total de 600kms. Infelizmente, em Minnesota, Carlos ficou a 30km de completar a ArrowHead135, uma prova mítica nos Estados Unidos da América. Acabou por não conseguir prosseguir depois do 3º check point da prova.

The portuguese Carlos Sá is preparing a huge challenge. In May this extraordenary athelete is going to cross Greenland in 10 to 12 days in a total 600 kms. Unfortunately, in Minnesota, Carlos give up at 30 km from finishing ArrowHead135, this american mythical race. He stayed at 3th check point and didn´t continued.

   images_2

   A brasileira Carla Goulart também não conseguiu concluir a prova. A sua descrição é verdadeiramente impressionante:

“Realmente eu abandonei a prova no segundo chekpoint. Ontem (28) por volta das 19h, começou a nevar até hoje por volta das 10h da manhã, foram 8 polegadas de neve. Uma tempestade que não tinha como eu correr, mesmo assim, passei a noite toda na trilha com a neve chegando no meu joelho. O trenó não se arrastava, afundava na neve”.

   Brasilian Carla Goulart also didn´t  finished the race. Her discription is amazing:

” I abandoned the race at the 2nd check point. Yesterday around 7 PM it began to snow until 10 AM. An incredible storm, impossible to run. Although, i spend all night running on trails with snow by my knees. The sled didn´t dragged on, he just sunk. “

  A Carla e o Carlos são ambos atletas exemplares. Ela brasileira, ele português. Falam a mesma língua e neste caso, em Minnesota, desafiaram a neve americana. Independentemente de terem ou não concluído a prova, independentemente de poderem ficar em primeiro ou último lugar, o mais louvável é que estiveram lá, correram, sofreram, tentaram por tudo ultrapassar mais uma barreira, mais um muro, mais uma montanha…

    Carla and Carlos are both great athletes. She´s brasilian and he´s portuguese. Speak the same languange and in this case, faced the Minnesota snow as well. Doesn´t matter if they finished the race, if they won or been in last place. We have to be proud because they were there…they run, suffered and did there best to get throught another hall, another mountain…

Um paraíso junto ao pacífico/ Paradise near pacific

O percurso foi marcado junto à costa pacífica da Costa Rica.

Talamancas situa-se numa montanha no litoral a sudoeste do país.

Os corredores acabam junto à fronteira com o Panama numa serena vila pescatória…

 

 

The course is set along Costa Rica´s tropical pacific coastline.

Talamancas, a coastal mountain range in the Southwest corner of the country.

You´ll finish near the border of Panama in a serene fishing village.

A ilha mágica…/ The magic island

Le Grand Raid Reunion

Mergulhada no Oceano Índico, a ilha de Réunion oferece-nos uma paisagem de cortar a respiração! Um pouco à imagem do Ultra Trail de Monte Branco, na Suíça, La Diagonal des Fous é uma prova mítica, que qualquer trail runners um dia gostaria de fazer.  Com três distâncias diferentes: La Mascareignes de 67km, Le Trail de Bourbon de 93km e La Diagonal des Fous com a prova mãe de 173km. O ano passado, quem ganhou foi o grande atleta francês Francois D´Haene.

Emerging from the Indian Ocean, Réunion island offers everyone an outstanding landscape! Like Ultra Trail du Mont Blanc, in Switzerland, La Diagonal des Fous is an epic race. With three diferent races: La Mascareignes of 67km, Le Trail de Bourbon of 93km and La Diagonal des Fous as the major one with 173km to ride. Last year, the winner was the great athlete Francois D´Haene.

Diário em Cor

Blog Pessoal de Paulo Heleno

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 29 outros seguidores